SAÚDE EM DIA

Desacelere!

Precisando de um dia a dia mais tranquilo? Com pequenas atitudes, é possível diminuir o ritmo.

Se você sente que está sempre com pressa e que o dia está muito curto para dar conta de tudo o que tem para fazer, talvez seja hora de diminuir o ritmo. Ou até mesmo parar e não fazer nada, nem que seja alguns minutos por semana.

Enquanto algumas pessoas gostam de fazer tudo com mais calma e logo se incomodam quando o passo aperta, outros gostam de sentir que o dia está cheio. Quando isso acontece, fica difícil reconhecer a hora de pisar no freio. “Geralmente são os outros que sinalizam e dizem que você está sempre apressado”, ensina a psicóloga Ana Maria Rossi, presidente da International Stress Management Association no Brasil (Isma-BR).

E você, vive correndo atrás do relógio? Confira dicas para ficar mais calmo.

Priorize

Você tem oito tarefas para o dia, mas duas delas são muito importantes? Dê prioridade a elas. Algumas podem ficar de fora – agende para outro dia, cancele ou, se puder, peça ajuda a outra pessoa. Pergunte-se sempre: “Qual é o melhor uso para o meu tempo agora?”. “Às vezes, não dá para decidir sobre o seu próprio tempo – é o caso de um médico que lida com emergências, por exemplo –, mas, quando dá, a pessoa tem que fazer o que tem vontade”, diz Ana Maria.

Uma agenda possível

Organize as atividades do dia alocando tempos realistas. Inclua o tempo para fazer pausas e para conseguir as informações ou material de que precisa para realizar as tarefas.

Crie tempo

Acorde alguns minutos mais cedo e evite começar o dia correndo para o trabalho ou estudo. Avalie se há outras maneiras de ganhar tempo durante seu dia. Fazer academia perto do trabalho, por exemplo, pode livrar você do trânsito no trajeto de casa para lá.

Treine o relaxamento

Adote a respiração abdominal como técnica de relaxamento. Inspire profundamente, sempre pelo nariz, e solte o ar pelo nariz ou pela boca, movimentando o abdômen como se fosse um balão. Também vale ouvir uma música, sair para um café ou ler textos do seu autor favorito. O importante é praticar regularmente para recorrer à técnica nos momentos de maior tensão.

Faça nada

Reserve 10 minutos, duas vezes por semana, para fazer absolutamente nada. Nada mesmo. Não vale ler, ver TV, muito menos fazer listas de pendências. É o que recomenda Marcelo Bohrer, criador do Clube de Nadismo.
“A primeira dica é se permitir parar para fazer nada. Não somos máquinas, e o momento de fazer nada não é inútil, é valioso e necessário para a saúde”, diz. Para começar, ajuda bastante escolher um lugar tranquilo e silencioso, como um jardim ou um terraço. Para desligar a mente dos problemas, vale buscar apoio no ritmo da natureza: acompanhe as nuvens, ouça o vento e deixe a mente vagar.

< Voltar a página anterior